sábado, 17 de maio de 2014

MÉIER FAZ PROTESTO POR MAIS SEGURANÇA - POPULAÇÃO SAIU EM PASSEATA COBRANDO REFORÇO DO EFETIVO DA PM E GM NA REGIÃO

ASSALTOS PRATICADOS POR MOTOQUEIROS E CICLISTAS SÃO UMA TRISTE E ALARMANTE ROTINA DOS MORADORES DO GRANDE MÉIER

O INÍCIO DA CONCENTRAÇÃO DOS MORADORES

EFETIVO DO 3o. BATALHÃO FOI DRASTICAMENTE REDUZIDO.

A GUARDA MUNICIPAL ORIENTOU O TRÂNSITO E A PM ACOMPANHOU DE LONGE

A concentração ocorreu em frente ao Clube Mackenzie na Rua Dias da Cruz, de onde por volta das 10 horas os moradores com um CARRO DE SOM, faixas, cartazes e entoando palavras de ordem saíram em passeata. Aos poucos o número de participantes foi aumentando e na altura do SHOPPING CENTER já contava com aproximadamente 450 pessoas. Da janela dos prédios e dos estabelecimentos comerciais as manifestações de apoio foram constantes e entusiasmadas.


O DRAMA DOS MORADORES

Não é muito diferente do resto dos moradores da Cidade, mas, com o agravante de que a violência na Região vem crescendo de forma assustadora, enquanto o efetivo de policiamento do do 3o. BPM ficou estagnado, depois de sofrer uma redução de quase 50%. Estima-se que hoje o Méier conte com apenas 400 PMs divididos em turnos para policiar uma área muito extensa.

A PM DEMORA muito para atender a ocorrência

O número reduzido de policiais e viaturas faz com que a PM tenha dificuldade em dar pronta resposta aos chamados.

ASSOCIAÇÃO DE MORADOES COBRA MAIS POLICIAMENTO PARA DETER A AÇÃO DOS CRIMINOSOS

VÍDEO EXCLUSIVO
A ASSOCIAÇÃO DE MORADORES APRESENTA SUA REIVINDICAÇÃO EM NOME DA POPULAÇÃO DO GRANDE MÉIER.

Em motos e bicicletas eles atacam preferencialmente alunos no horário de saída das escolas, idosos e mulheres. Os roubos  ocorrem em todos os horários e estão disseminados por toda a região, sendo que nas ruas transversais à Dias das Cruz, área de Todos os Santos, Parte do Lins e Cachambi o problema parece mais grave nesse momento.



Em instantes outras fotos e vídeo

OUTRAS MATÉRIAS DE NOSSO BLOG SOBRE A VIOLÊNCIA NO GRANDE MÉIER





2 comentários:

  1. Só a polícia não vê onde estão os bandidos! Bastaria fiscalizar a circulação de motociclistas e ciclistas na região (na saída das favelas). Garanto de 90% dos assaltos seriam evitados!

    ResponderExcluir
  2. Acho que a questão é muito mais complexa e a solução um pouco mais difícil. A questão da pobreza é hoje secundária como motor da criminalidade. É o peso das drogas que está por trás da maioria desses crimes, e tem muito jovem de classe média junto 'nessas paradas'.

    Evidente que melhorar o policiamento é necessário. É um direito do cidadão exigir isso, e obrigação do ESTADO oferecer. Com mais polícia teríamos uma queda na quantidade e banalização dos assaltos e furtos, mas, trazer a violência para níveis suportáveis, só com mais justiça social e menos TÓXICO em circulação.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA