terça-feira, 13 de maio de 2014

GREVE DOS RODOVIÁRIOS PARA ÔNIBUS NO RIO DE JANEIRO - SEGUNDO DIA CAÓTICO NA CIDADE - 13 e 14/05/2014

ATUALIZADA EM 27/05/2014
RODOVIÁRIOS DECIDEM POR NOVA PARALISAÇÃO A PARTIR DE ZERO DE AMANHÃ - QUARTA-FEIRA 28/05/2014
LEIA AQUI

Atualizada - 07:00 horas - 14/05/2014

A GREVE CONTINUA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO E RODOVIÁRIOS DA BAIXADA TAMBÉM PARAM.

COMPLICOU !
Os Rodoviários da Baixada anunciaram uma paralisação no dia de hoje - Quarta-Feira - 14/05/2014 - o que se confirmado pode agravar a já difícil situação de quem utiliza os ônibus como seu meio de transporte. A GREVE no Rio de Janeiro continua, embora com um pouco mais de ônibus circulando, é possível constatar que a decisão da Justiça do Trabalho de que 70% da frota circulasse, não está sendo obedecida. Locais estratégicos como a CENTRAL do Brasil e Terminal da ALVORADA estão sem ônibus para a população. Quem desembarca na Central tem dificuldade em seguir para a ZONA SUL, e para as outras áreas da Cidade não consegue embarcar de forma nenhuma. O BRT TRANSOESTE está circulando com um maior número de ônibus hoje - na Rota Santa Cruz - Alvorada.  

VANDALISMO
O SALDO de ontem foi de 105 ônibus depredados. Alguns foram alvejados com pedras enormes que se atingisse algum passageiro por certo causaria grave dano a integridade física da pessoa.

VANS EXPLORAM SITUAÇÃO
Sem fiscalização da Prefeitura, as VANS estão explorando a situação e algumas cobram até R$ 15,00, quando o preço normal é de apenas R$ 3,00. Confirma-se que este ainda é um meio de transporte que funciona à margem do sistema, e que é controlado por alguns grupos ilegais.


Atualizada - 16:00 horas - 13/05/2014

70 ônibus foram 
depredados hoje.

Em todo movimento grevista de serviços essenciais, como é o caso dos transportes, um percentual X deve continuar sendo ofertado e garantido. No caso dos ônibus a Justiça acaba de determinar que 70% dos coletivos circulem durante a greve. Ocorre que hoje, apenas 15% da frota foi às ruas. Apesar desse número pequeno de ônibus circulando, o que não tirou o impacto da paralisação, alguns grevistas ou infiltrados, quebraram e apedrejaram cerca de 70 ônibus. O sufoco dá volta para casa começa agora, para os que não conseguiram liberação mais cedo do trabalho. A CADA DIA A SUA AGONIA, ninguém sabe como será o dia de amanhã em termo de transporte no Rio de Janeiro.

Atualizada
Manhã - Terça-Feira - 13/05/2014
GREVE DOS ÔNIBUS TEM ADESÃO DE 99% DA CATEGORIA

O esquema de reforço de trens e metrô acionado pela prefeitura do Rio de Janeiro não está sendo capaz de fazer o trabalhador chegar ao seu destino final na manhã de hoje. Nem mesmo quem tentou voltar para casa no início da madrugada de hoje conseguiu. Milhares de pessoas ficaram nos pontos da Zona Sul e da Região Centro da Cidade esperando por ônibus que já haviam sido recolhidos para as garagens. Quem desembarca do TREM na Estação Central do Brasil e precisa se deslocar paea a Zona Sul por exemplo, não tem opção. Não há um só ônibus no Centro do Rio, e o metrô não dá vazão ao número de passageiros que optaram por se deslocar através de seus trens. Vans também são em número insuficiente para absorver o número de pessoas que procuram por transporte. Muita gente que desembarcou na Central por volta das 06:00 horas e esperou até agora, está voltando para casa.

PIQUETE E CONFRONTOS

Com o reforço de Policiamento em locais estratégicos da Cidade e na posta das principais EMPRESAS DE ÔNIBUS, não se tem agora informação de confrontos ou atos de depredação. A adesão maciça dos rodoviários e a preocupação dos patrões em não terem mais veículos parados faz com que os veículos sejam mantidos no pátio das empresas. Um caso de ataque a ônibus foi registrado na Avenida Brasil e a Polícia Militar já está no local.

ÔNIBUS INTERMUNICIPAIS

Alguns estão circulando, mas são vistos em número inferior ao normal do dia a dia.

NEGOCIAÇÃO

A audiência de conciliação ontem no TRT não obteve êxito. A GREVE não foi considerada ainda ilegal pela JUSTIÇA, mas, uma decisão de agora cedo, proibiu quatro rodoviários identificados como líderes do movimento de participar de qualquer tipo de manifestação. Não se sabe como as partes se comportarão ao longo do dia e se haverá outra tentativa de acordo para colocar fim a GREVE dos RODOVIÁRIOS.

PRÉ- GREVE / 12/05/2014


Mesmo que dessa vez a população e as autoridades já estejam alertadas do movimento dos Rodoviários, o que de certa forma pode atenuar os transtornos, é certo que sem ônibus, ou com número reduzido deles circulando, o cidadão carioca vai ter dificuldade para chegar ao trabalho no dia de amanhã - 3a. feira - 13/05 - e talvez também na quarta-feira, caso o movimento seja realmente mantido e tenha adesão. A julgar pelo que aconteceu na semana passada, mesmo com todo o aparato de aumento dos trens em circulação - metrô e barcas reforçados, mais homens controlando o trânsito e a Polícia Militar adotando de forma preventiva um reforço de policiamento em garagens e terminais, deve ser um dia infernal na Cidade do Rio de Janeiro.

Quem puder ficar em casa fará um excelente negócio. Nosso blog vai acompanhar o movimento e a repercussão na vida da população.

Rodoviários prometem nova paralisação de 48 horas nesta terça

Sem acordo, grevistas fazem passeata pelo Centro

HENRIQUE MORAES - Fonte O DIA



Rio - Após terminar sem acordo a audiência de conciliação com os sindicatos das Empresas de Ônibus (Rio Ônibus) e dos Trabalhadores em Transportes Urbanos (Sintraturb) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na tarde desta segunda-feira, os rodoviários decidiram fazer uma nova paralisação. Motoristas e cobradores que não concordam com o acordo firmado entre o sindicato e os patrões vão parar de trabalhar por 48 horas a partir do primeiro minuto desta terça-feira.

Uma comissão de dissidentes do sindicato que representa a categoria saiu da audiência e promoveu assembleia com cerca de 500 trabalhadores em frente ao prédio. Por volta das 16h30, o grupo decidiu fazer nova paralisação e saíram em passeata, seguindo pela Avenida Presidente Vargas em direção à Central do Brasil.

Na reunião, o grupo tentou negociar o aumento de 40% da categoria com o Rio Ônibus. A comissão também alegou que o acordo entre o sindicato e as empresas — que garantiu aumento de 10% para a categoria — não foi legítimo. Segundo os dissidentes, a negociação não atendeu às reivindicações, nem teve apoio da categoria.


Manifestação complica o trânsito no Centro

Os manifestantes saíram da Rua Araújo Porto Alegre em direção à Avenida Presidente Antônio Carlos, por volta das 17h. De lá, seguiram para a Avenida Rio Branco, interditando a via no sentido Candelária. De acordo com seguidores no Twitter do O DIA 24horas (@odia24horas), os rodoviários marchavam e gritavam: "Avisa para o povão que nessa quarta não tem busão".

Plano de contingência

A fim de minimizar o impacto da paralisação dos rodoviários, a Prefeitura do Rio apresentou um plano de contingência em parceria com o Rio Ônibus, Polícia Militar, Metrô Rio, Supervia e CCR Barcas. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), o plano reforça as linhas de ônibus que fazem integração com os outros modais, além de linhas essenciais para deslocamento da população em áreas atendidas apenas por ônibus. Segundo a SMTR, os serviços do BRT Transoeste também fazem parte do plano.


A Polícia Militar colocará homens de prontidão na saída das garagens dos quatro consórcios que exploram as linhas, assim como nas estações do BRT Transoeste e nos terminais de ônibus. O objetivo é garantir a segurança dos motoristas que forem trabalhar e impedir depredação dos veículos, como aconteceu na quinta-feira passada, durante a primeira paralisação dos rodoviários Agentes da Guarda Municipal e da CET-Rio também vão reforçar a operação nas ruas.

A partir das 4h30 desta terça-feira, a Supervia trabalhará em capacidade máxima e o intervalo entre as composições será reduzido. O reforço atingirá os trens que sairão de Bangu, Campo Grande, Deodoro e Madureira. Os trens começam a circular às 4h.

O Metrô também vai antecipar sua operação no horário do pico, a partir das 5h30. As composições começama circular às 5h.

Os intervalos das barcas que fazem o trajeto Cocotá – Praça XV serão reduzidos, a partir das 6h30. Haverá aumento da oferta de lugares, com partidas simultâneas eu embarcações de maior capacidade. Na última quinta-feira, por conta da greve da categoria, a concessionária registrou um recorde na linha que atende Cocotá, na Ilha do Governador: 9 mil passageiros, 204% a mais que a média das quintas-feiras de maio de 2013.

A Barcas S.A informou em nota que aumentará o número de lugares no trajeto entre Praça XV e Niterói no horário de pico da tarde.

Movimento terminou com 531 veículos depredados

A greve de ônibus que paralisou a cidade na última quinta deixou cerca de 3 milhões de pessoas a pé. Os pontos de ônibus ficaram lotados e milhares de trabalhadores foram espremidos em outros transportes públicos — que não suportaram a demanda — ou perderam o dia de serviço por falta de condução.

Empresas de ônibus denunciaram piquetes em frente às garagens e contabilizaram depredação de 531 veículos na cidade. Alguns motoristas que não aderiram à greve chegaram a afirmar que foram ameaçados com armas. Para que a população não ficasse sem transporte, as empresas fizeram um mutirão durante a noite e a madrugada da última sexta-feira e conseguiram consertar 475 ônibus, cerca de 90%.

O impasse aconteceu porque a categoria quer reajuste salarial de 40%, cesta básica de R$ 400 e fim da dupla função. Mas o acordo firmado entre o Sintraturb e as empresas garantiu aumento de 10% nos vencimentos e R$ 40 a mais na cesta básica. Com a negociação, o salário-base de motorista passou a ser de R$ 1.950.

Na última sexta-feira, o grupo também participou de reunião no Ministério Público do Trabalho, com o procurador-geral Carlos Augusto Solar. O movimento de grevistas denunciou irregularidades no acordo firmado entre o Sintraturb e o Rio ônibus.

As imagens publicadas não fazem parte do texto original da matéria de O Dia

25 comentários:

  1. A PARALIZAÇÃO E SÓ NO CENTRO OU A BAIXADA TAMBÉM VAI SER ATINGIDA? POIS NA ÚLTIMA GREVE OS ÔNIBUS NA BAIXADA CIRCULARAM NORMAMENTE. MAS A GALERA DA BAIXADA QUE TRABALHA NO CENTRO SE DEU MAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Gente o blog é sério e as informações aqui tbm importa um pouco a escrita sim, mas não precisa ficar ofendendo ou escrevendo palavras de que não interessa a pessoas sérias vcs não estão no meio de seus amigos de bar, tenham mas consciência, tem senhoras e pessoas cristãs lendo.

      Excluir
    3. Sra. Rosemary

      Bom dia

      Os comentários com palavras ofensivas e de baixo calão serão excluídos. Lamentavelmente existem pessoas que não sabem respeitar o direito dos outros, e não sabem aproveitar de forma inteligente e útil a oportunidade que tem de dar sua opinião. É muito por conta desse tipo de pessoa que nossa sociedade se encontra nessa crise.

      Um abraço e grato por sua visita e comentário

      Excluir
  2. eu sou rodofiario, nos nao demos sidicado.
    o sindicado e dos empresarios; demos que faser creve, para que eles vejao que nos rodofiarios demos poder juntos vamos consequir em nome de jesus. com 140.00 reas nao da para vacer compra

    ResponderExcluir
  3. vamos ludar por nosso direito jundos demos muita força

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevendo assim VC não tem força alguma.

      Excluir
  4. Ao invés de parar, poderiam fazer catraca livre. "Viagem sem custo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  5. Greve na Baixada ou não ? nem os rodoviários sabem ?

    ResponderExcluir
  6. E ai vai ter greve na Baixada????

    ResponderExcluir
  7. Ônibus da viação Vera Cruz Pau-Ferro X Caxias, entrou em greve também ou não, poderia me informar ?

    ResponderExcluir
  8. Boa madrugada.

    Oficialmente o movimento grevista atinge apenas a Cidade do Rio de Janeiro. Assim os ônibus intermunicipais circulariam normalmente. Ocorre que é um movimento de greve em que os grevistas não são representados pelo seu sindicato, então, fica tudo mais difícil. É preciso esperar o início da manhã para ver como as coisa vão se desenrolar.

    ResponderExcluir
  9. To achando q os rodoviários tão pedindo muito. Tem mt gente por aí q estudou muito p ter uma boa profissão e não ganha 1950 reais mais 400 de cesta basica. Isso é um absurdo pois então todos os setores deveriam parar e pedir aumento nao só às empresas e sim ao governo, pos é dele a culpa estipulando um valor mixuruca para o salário mínimo. Devia ser proibido hoje um trabalhador ganhar menos de 2000reais.

    ResponderExcluir
  10. para com está safadesa, alem de estarem com está safadesa de pararam os ônibus estão atrapalhando a vida de quem trabalha todos os dias.
    Na minha opinião tinha que mandar todos que aderir a grave para o olho da rua como foi feito com os garis porque na verdade tem muitas pessoas que ganham muito menos que vcs .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correção.
      Nenhum garí foi mandado embora.

      Excluir
  11. Há alguma notícia sobre problemas no metrô hoje (13/05/2014) à tarde?

    ResponderExcluir
  12. Os rodoviários tem a força, mais precisam de mais união.
    O sindicato deveria ter feito mais uma assembléia, antes de fechar o acordo.
    O sindicato nos vendeu.....

    ResponderExcluir
  13. Na assembléia, pediram R$2.500,00 depois reduziram a proposta para R$2.200,00 e fecharão com R$1.950,00.
    Ah! sim tivemos um aumento de 40% na cesta que tinha valor de R$100,00 ficando no valor de R$140,00. Muito bom o aumento que a categoria ganhou.
    Não queremos greve, queremos respeito e dignidade, temos: RESPONSABILIDADE com o ônibus e com as vidas que transportamos todos os dias.

    ResponderExcluir
  14. Gente alguem pode me informar se com greve do dia 14/05/14 a pista lateral da avenida brasil foi liberada para carro de passeio?

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA