sábado, 3 de maio de 2014

POLICIAL MILITAR MORRE NA LINHA AMARELA - TIRO NA CABEÇA E CAPOTAGEM DURANTE PERSEGUIÇÃO


CIRCUNSTÂNCIAS DA MORTE AINDA NÃO ESTÃO ESCLARECIDAS

O cabo da Polícia Militar,  Wallace Carlos Pouchet, que era lotado no 16º BPM (Olaria) morreu na madrugada de hoje depois de uma perseguição e tiroteio em que se envolveu na LINHA AMARELA.

Atingido por por um tiro na cabeça, e colidindo contra a mureta da via e capotando com seu veículo UNO, o policial não resistiu e morreu no local. Como o veículo do militar estava na contra-mão, a perícia e a polícia concluíram que ele tentou fugir de criminosos que o perseguiram, travando com eles intenso tiroteio até ser atingido. Segundo a perícia, vários tiros foram efetuados pelo PM de dentro do carro, durante a perseguição. 

O crime ocorreu por volta das 5h, na saída 8 da via, no sentido Barra.

A Divisão de Homicídios assumiu o caso e policiais da especializada que estiveram no local, encontraram marcas dos disparos no veículo e a arma do militar ao lado do corpo de Wallace Pouchet. Imagens de câmeras de segurança da Lamsa serão analisadas pela DH.

3 comentários:

  1. Cade a imprensa o governador,prefeito o papa cade o povo para fazer barulho e cobrar exclarecimento e justiça nesse caso!!??!! Já sei! eles só existem para rotular marginais como inocentes!

    ResponderExcluir
  2. E ai representantes dos direitos humanos, cade vocês.

    ResponderExcluir
  3. estamos vivendo o que os militares americanos sentiram quando sem entenderem foram mandados para o iraque,onde um percentual desse povo não gosta de americanos é o que sentimos nas upps como se fossemos açúcar no formigueiro,muitos morrendo, muitos paralíticos,porque e para que., o cabral ta indo embora e depois quem vai pagar p o sofrimento de nossos familiares,(lamento por mais um guerreiro que se foi).

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA