domingo, 26 de janeiro de 2014

MARIDO PRESIDIÁRIO MATA MULHER POR ENFORCAMENTO DENTRO DA CELA - EM PERNAMBUCO


Mulher morre estrangulada em presídio de Pernambuco

DHIEGO MAIA - FOLHA DE SÃO PAULO - 26/01/2014 

Uma mulher morreu estrangulada em uma penitenciária em Itamaracá (PE), na região metropolitana do Recife. 
Geórgia Pereira de Moraes, 26, foi atacada em uma cela pelo próprio marido, o detento José Carlos Alves da Silva, 28, no presídio Barreto Campelo.

A vítima foi socorrida por agentes prisionais. Geórgia foi levada para o hospital João Ribeiro, em Itamaracá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. 
Ela estava no local para visitar o detento. O crime ocorreu por volta das 16h deste sábado (25).

O suspeito confessou o crime em depoimento à polícia. Ele disse que usou as mãos para matar a esposa. 
De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da capital pernambucana, José da Silva afirmou que matou a esposa porque ela estava o traindo com outro detento.

Ele foi indiciado por homicídio doloso –quando há intenção de matar. 
Segundo a Secretaria de Ressocialização do Estado (Seres), assim que prestou depoimento à polícia, o suspeito foi encaminhado ao Centro de Triagem do sistema prisional do Estado.

Ele será transferido para outra unidade prisional de Pernambuco.

A secretaria que administra o sistema prisional do Estado diz que este é o primeiro caso de morte de um visitante registrado na penitenciária Barreto Campelo, de Itamaracá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA