quarta-feira, 17 de novembro de 2010

POLICIAL MILITAR É MORTO EM CONFRONTO NA AVENIDA RIO BRANCO - CENTRO DO RIO DE JANEIRO VIVE MOMENTOS DE TERROR.

O desespero dos Policiais Militares tentando socorrer o colega baleado. Bruno de Castro não resistiu. Caído no chão, usando uma roupa de cor verde, o criminoso que não foi ainda identificado. Levado ao Hospital, ele já chegou morto.

O policial militar Bruno de Castro Ferreira, foi morto agora à tarde no Centro do Rio de Janeiro, baleado na cabeça durante uma troca de tiros com assaltantes. O criminoso que matou o policial também morreu.

Dois PMS do 13º. Batalhão de Polícia Militar abordaram a dupla de elementos suspeitos de praticarem o golpe conhecido como “saidinha de banco”, mas, os criminosos reagiram dando início a um tiroteio e perseguição pela principal Avenida do Centro da Capital do Rio de Janeiro. Houve correria e pânico, e os assaltantes fugiram em separado, até que um deles identificado como Oswaldo da Silva Júnior, de 22 anos foi preso.

Enquanto isso o policial Bruno de Castro encurralava o outro criminoso na esquina de Rio Branco com Sete de Setembro. Segundo as primeiras informações os dois trocaram tiros no local, sendo o PM atingido na cabeça. Socorrido no Hospital da Corporação militar, Bruno não resistiu e faleceu.

No local do confronto as marcas da violência e a população ainda sob o impacto dos momentos de pânico.
Foto O Globo

<>

30 comentários:

  1. ELE ERA MEU PRIMO, QUE DEUS ESTEJA COM VOCÊ, E SIGA EM PAZ !

    ResponderExcluir
  2. VINICIUS

    Receba a minha manifestação de solidariedade. Eu lamento profundamente e imagino a dor de toda a família.

    Não é com satisfação que publico matérias desse tipo, mas, infelizmente fatos assim são uma constante na vida de cidadãos e policiais.

    Um fraterno abraço e o meu pensamento de Paz e oração pelo policial Bruno.

    ResponderExcluir
  3. Saidinha de banco virou emprego pra muito vagabundo... Moro em área menos favorecida e conheço vários que foram para vida errada e vivem disso a anos... Infelizemente...
    O pior de tudo é que alguns "rodam" as vezes, perdem o arrego para os policiais e são libertados... Resumo: O policial acima tentando fazer valer a lei e cumprindo o seu dever, não vai retornar para casa e sua familia com certeza está desesperado no momento... "A ficha deles ainda não caiu"... Tive um irmão PM morto em um assalto no Grajaú a 6 anos... Prefiro catar latinha a ser policial neste estado... Força para familia... Fique com Deus bravo Bruno!

    ResponderExcluir
  4. Trabalho na rio branco com a 7 de setembro e vi tudo o que aconteceu, assim como outras pessoAS viram. Na verdade, o bandido não havia sido baleado, certamente o mataram no caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou com pena cidadão?
      Se sou eu,matava ele na hora com um tiro na cabeça e depois respondia o excesso!

      Excluir
    2. BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO

      Excluir
    3. Ainda bem...
      Dá proxima vez acolhe este desgraçado em sua casa. Tá com pena fica com a carniça.Da proxima vez que sua filha, esposa, mae tiver na mão de vagabundo procura outra vagabundo para socorre-las

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Mais um trabalhador morto no Rio de Janeiro no cumprimento do dever. Que a alma desse bandido seja seja lançado ao fogo do inferno eternamente...

    ResponderExcluir
  9. BOM DIA

    Aqui a opinião dos comentaristas é respeitada, mas, dentro das regras do blog, não aceito, palavrões nem apologia ao crime e defesa de ilegalidades, nem tão pouco ofensas aoutros comentaristas.

    Entendo perfeitamente a inconformação com a violência das ruas e o desespero e revolta com a morte brutal do policial. Respeito esse sentimento, mas, mesmo assim, não mantewnho comentários, ainda que levando em conta o momento de desabafo, que estimulem e defendam atos à margem da lei.

    Por isso eles estão sendo deletados.

    Precisamos aprender a defender nosso ponto de vista e expressar nossa opinião de forma equilibrada. Nenhum tipo de violência se justifica, nem deve ser posta emprática, nem no real ou virtual. O emprego da força só é aceitável no limite da auto defesa. Se o criminoso foi morto no confronto com a Polícia, nenhum reparo ou crítica, a polícia cunmpriu com sua obrigação, se ele foi executado posteriormente, isso não é correto, não é legal, não é o que se espera e ao que está obrigado o servidor da Lei e da Justiça.

    Quanto a saidinha de banco, os Bancos já deveriam ter modificado o seu sistema de arrumação de acesso e visualização aos caixas eletrônicos. É preciso colocar barreiras a fácil visualização de quem está fazendo uma operação de retirada de dinheiro por exemplo.

    Quanto ao roubo de celular, ele só existe nessa proporção, por que quem rouba encontra quem compra dele depois, a "molezinha" em uma barraca ilegal. Quem compra furto de roubo, e são muitos, é tão culpado quanto quem vende, e quem tewm a obrigação de combater esse tipo de comércio criminoso e não combate é igualmente cúmplice e culpado.

    ResponderExcluir
  10. Comentário reproduzido sem a parte contendo apologia ao crime e ilegalidade.

    Anônimo disse...
    TRABALHO NO PRÉDIO DO CLUBE DE ENGENHARAIA, EM FRENTE AO ACONTECIDO E ESTOU ESTARRECIDO COM CENA QUE VI. PARECIA CENA DE BANG-BANG. SÓ QUE NESSE CASO ESPERARÁVAMOS QUE O NOSSO BRAVO POCIAL SOLDADO BRUNO SAISSE ILESO E NÃO FOI O QUE ACONTECEU. INFELISMENTE ESTAMOS REFÉM DESSA MERDA DE SISTEMA DE SEGURANÇA. TODOS OS DIAS NA FRENTE DO PRÉDIO VEJO MUITAS MULHERES SEREM ASSALTADAS, EM ALGUNS CASOS ATÉ AJUDEI. MAS ENQUANTO A POPULAÇÃO NÃO SE REVOLTAR, NADA VAI MUDAR. FICO INDIGNADO COM TANTA VIOLÊNCIA E COVARDIA QUE VEJO POR AÍ, SOU APENAS UM CIDADÃO COMUM, FAÇO ATÉ DEMAIS PRA UM. COM ESSA HISTÓRIA DE "UPP" A VAGABUNDAGEM ESTÁ À SOLTA NO ASFALTO, O GOVERNO TEM QUE DÁ UM BASTA, PENA DE MORTE PARA CRIMES EDIONDOS COM ESSE DO POLICIAL BRUNO, QUE MORREU NA MÃO DE UM MARGINAL CUMPRINDO SEU DEVER, CADEIA PRA QUE??? ELES VÃO PRESOS E SAEM PIOR, CATEDRÁTICOS NA CRIMINALIDADE!

    DIREITOS HUMANOS PRA BANDIDO É A MORTE, CADEIRA ELÉTRICA NELES!!!!!!!!!!

    JÁ QUE OS BANDIDOS PERDERAM O RESPEITO PELA VIDA, VAMOS PERER TAMBÉM O RESPEITO PELA DELES!!

    VAMOS..(deletado)

    MEUS SENTIMENTO À FAMÍLIA DO SOLDADO BRUNO QUE COMPLETARIA 30 ANOS NESTA QUINTA-FEIRA E QUE MORREU CUMPRINDO SEU DEVER E TENTANDO NOS LIVRAR DE MAIS UM CRIMINOSO NAS RUAS.


    VIVA A VIDA!!!
    ALEX
    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 02h18min00s BRST

    ResponderExcluir
  11. Comentário reproduzido sem as palavras ofensivas, palavrões e apologia ao crime.

    Anônimo disse...
    E o nosso policial que está morto? Como fica?
    É por isso que..desse Brasil, principalmente este Estado (Rio de Janeiro) não vai à frente...muita gente defendendo marginal.

    Viva os bravos e honestos policiais, viva os trabalhadores brasileiros!!!

    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 00h19min00s BRST

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viva!
      O mal dessa sociedade ingrata,injusta,etc etc...é pensar que todos nós,somos iguais!
      Eu sobrevivo com meu salário de miséria pago pelo estado,mas é só com ele que eu sobrevivo e nao preciso de esmola de ninguem!
      Nao vamos generalizar a classe pessoal!
      Tem muita gente boa nessa Policia,por incrivel que pareça!

      Excluir
  12. Comentário reproduzido sem as palavras ofensivas e apologia ao crime.

    MARCOS disse...
    ...TRABALHA NA RIO BRANCO COM 7 DE SETEMBRO VIU O CARA ERRADO. VIU O VAGABUNDO Q ESTAVA DENTRO DA VIATURA, O OUTRO JÁ ESTAVA FELIZMENTE ESTIRADO...EU ESTAVA NA HORA..

    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 00h53min00s BRST

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. GOSTARIA DE CHAMAR ATENÇÃO ÁQUELES QUE PROTEGEM OS DIREITOS HUMANOS E APROVEITAR PARA PERGUNTAR SE FIZERAM ALGUMA MANIFESTAÇÃO EM FAVOR DO ILUSTE POLICIAL MORTO EM CONFRONTO DEFENDENDO PATRIMONIO ALHEIO. APOSTO QUE TODAS ATENÇÕES ESTÃO VOLTADAS PARA O BANDIDO QUE CHEGOU MORTO AO HOSPITAL, E O POLICIAL MORTO? E SUA FAMILIA? ELES TAMBEM NÃO POSSUEM DIREITOS HUMANOS???????.

    ResponderExcluir
  15. Trabalho na esquina da sete de setembro e ouvi os tiros e fui para janela foi quando vi o policial estirado no chão, assim como o infeliz do bandido. Ele deve ter chegado morto de tanto chute que os pedrestres deram. Pois daqui de cima vi muitos homens deando chute na cara, na barriga etc. Os guardas municipais não tinham como evitar, pois a fúria dos pedrestres era muito grande.

    Parabéns para aqueles qued conseguiram dar um chute bem dado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns mesmo!
      Nós,quando recebemos um chamado,isso corre nas veias,a adrenalina sobe,os nervos ficam a flor da pele,chegamos a arrepiar e ainda mais com uma ocorrencia dessas!
      Vamos vibrando independentemente de quem seja!
      E além de tentarmos prender,matar ou q seja o bandido,temos que nos preocuparmos na maioria das vezes,em nao ser presos!Pois somos policiais,somos profissionais e nela ninguem admite nossos erros.O médico sim,pode errar,assim como outro profissão qualquer,mas se um polcial erra....aí é diferente!Esquecem a sociedade as vezes que somos seres humanos como qualquer um e tambem estamos passivos de erros!
      Mas isso é desde 1808 e pelo visto,nao vai mudar nunca!
      Obrigado aqueles que demonstrarm soliedariedade ao nosso colega de farda dando sua vida a uma pessoa que nem conhecia em prol de seu trabalho digno e honesto!

      Excluir
    2. Pena que não sobrou um espacinho para eu bicudar também.

      Excluir
  16. Retirada a frase que faz apologia da ilegalidade, reproduzo o restante docomentário da Sra. Aline.

    Um policial morto... fiquei muito triste com esta notícia e levei um susto, pois pensei ser um conhecido meu, felizmente não é.

    Ainda tem gente que tem pena dos criminosos... Eles não respeitam a vida, roubam para sustentar seus vícios.

    Como dizem,...Deus que me perdoe, mas antes eles do que nossos policiais.

    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 08h22min00s BRST

    ResponderExcluir
  17. Sr Jorge

    Os Direitos Humanos são consagrados internacionalmente. O respeito a eles é o que diferencia os Estados/PAÍSES civilizados, e aqueles que utilizam métodos bárbaros. Eisso e o respeito a Lei, que diferencia o cidadão de bem daquele que é/está atuando à margem, ou seja o marginal o criminoso.

    Defendo de forma enfática o respeito a lei, e aLei em nosso país diz que ninguém pode fazer justiça com as próprias mãos, e aqui não existe a pena de morte. Se alei é ruim, que se modifique a Lei.

    Quanto a manifestação em defesa do policial morto, ele receberá as honras militares, a solidariedade da sociedade, mas, isso é pouco, e embora sirva como reconhecimento ao seu sacrifício, não minimiza a perda, nem a dor da família. Defendo de longa data, uma atenção integral ao policial e sua família. Treinamento, reciclagem, salário, carreira profissional estruturada, possibilidade de crescimento por merecimento, disciplina, tempo, condições de trabalho digna, e amparo verdadeiro para a família, quando o policial fica inválido ou morre em serviço.

    Não confunda, porém, defesa de direitos humanos, com defesa de ação de bandidos. Ocorre que a sociedade de bem não pode agir como bandido, não pode se igualar na falta de apreço pela legalidade, nem se tornar bárbara.

    Aliás, quanto mais violenta (não confundir com severa e atuante) for a polícia, píor para os próprios policiais. É, muito pelo medo do que vai acontecer se for preso, que marginais reagem de forma desesperada.

    Se truculência e justiçamento, transgressão aos seus limites de competência por parte da polícia, mais execução de bandidos resolvesse alguma coisa, viveríamos na mais absoluta Paz, pois essa é uma prática que só agora começa a deixar de ser comum e impune.

    Outra coisa, muitos inocentes já foram mortos, por "engano" e isso é muito grave.

    Então, respeitemos a Lei, com respeito pela vida, sem extrapolar da nossa condição, vamos clamar sempre por Justiça, nunca por justiçamento ou linchamento.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  18. Toda morte deve ser lamentada. Mas pq tanta preocupação em saber se a polícia "executou" o bandido? Ele se arriscou e "perdeu".

    ResponderExcluir
  19. Sra. Maria Elvira

    Bom dia

    A preocupação é simples.

    Policiais não podem executar ninguém, isso é crime, e a função do policial é evitar que crimes sejam cometidos, ou prender quem comete crimes, e, entregar para a decisão da Justiça a aplicação da devida pena.

    Quando em confronto, diante de uma reação do marginal, se a polícia usa da força e acaba por ferir ou matar um criminoso, isso é legítimo e inevitável.

    Execução não, isso é coisa de bandido, e polícia não pode atuar como bandido. Além do que, não se pode abrir esse precedente, pois muitos inocentes já foram vítimas de barabaridades desse tipo.

    O respeito a Lei no Estado de Direito é absolutamente necessário, ou então, passaremos a um estágio de insegurança maior e pior do que já estamos.

    ResponderExcluir
  20. Meu comentário vem um pouco atrazado...mas meu pedido é que a população respeite a Instituição Policia Militar, que não seja pelo atos ruins de alguns, que se manche a Dignidade e a Honra de toda uma Instituição, Policial Militar merece todo respeito e solidariedade da Popoulaç~.
    Quanto ao caso da morte do Policial, sou advogada e passava pelo local, fiquei em choque, tamanha dor ao vê-lo sendo abraçado pelos colegas,..eu só espero que parem com essa demagogia de defender bandido e saber se ele entrou vivo ou morto...que ninguem penalize oos Policias que estavam no momento, o bandido morreu "sozinho" eu vi!

    ResponderExcluir
  21. eu conheci o policial BRUNO, foi um cara super maneiro e engraçado, me dava vários conselhos e ainda me chamava de infantil, pena que ele ñ está mas aqui pra ver que eu amadureci

    ResponderExcluir
  22. policial num tem q socorre bandido ferido nao tem e. q termina o serviço si os direito humanos toma as dores e so pega eles e leva como escudos p/ leva os tiros no lugar dos policiais cade os direitos humanos nessa hora sao todos usn fihos da.................................................

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA