sexta-feira, 11 de abril de 2014

DENGUE - CRESCE EM SÃO PAULO O NÚMERO DE CASOS GRAVES E COM MORTES


Casos de dengue na cidade de São Paulo crescem 42% este ano
11/04/2014 - 
São Paulo
Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil - Edição: Juliana Andrade

O número de casos de dengue no município de São Paulo até o início de abril cresceu 42%, na comparação com o mesmo período de 2013, e chegou a 1.745. A informação foi divulgada na tarde de hoje/ontem (10/04) pela prefeitura paulistana. O período analisado engloba as 14 primeiras semanas epidemiológicas [critério estabelecido pelo Ministério da Saúde e que é contado de domingo a sábado]. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, esse período é compreendido entre os dias 29 de dezembro do ano passado e 5 de abril.

Um dos casos é o de um garoto de 6 anos, morador do Jaguaré, que morreu no dia 2 de abril por dengue grave. É o primeiro óbito causado pela doença registrado na cidade este ano.

Com esses registros, a taxa média de incidência em São Paulo alcançou 15,5 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, valor considerado baixo pelo Ministério da Saúde. O ministério considera incidência média entre 100 e 300 casos por 100 mil habitantes. Acima disso, a incidência é considerada alta.

Nas 14 primeiras semanas epidemiológicas de 2013 foram notificados 1.229 casos de dengue. Em todo o ano passado, foram registrados 2.617 casos.

Para prevenir a dengue, a prefeitura orienta a população a guardar latas, baldes e potes sempre virados para baixo; manter a caixa d'água fechada; tratar as piscinas com cloro ou mantê-las cobertas; furar pneus ou guardá-los em ambientes cobertos; e encher vasos de plantas com areia.

Os sintomas mais comuns de dengue são febre alta, fraqueza, dor no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Se além desses sintomas houver dores abdominais contínuas, suor intenso e queda de pressão, a pessoa pode estar com dengue hemorrágica. Em qualquer um dos casos, é preciso procurar um serviço de saúde.

A prefeitura informou que tem intensificado as ações de combate e prevenção à dengue em toda a cidade.

CAMPINAS TEM EPIDEMIA E MORTE

A cidade de Campinas, no interior do estado, teve 2.793 notificações de dengue nos três primeiros meses deste ano. A Secretaria de Saúde do município informou que a cidade, com mais de 1 milhão de habitantes, vive uma epidemia da doença. Ontem (9), foi confirmada a primeira morte por dengue do município, de uma mulher de 69 anos. Ela morreu no dia 25 de março e era moradora da região sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA