sábado, 1 de fevereiro de 2014

SEGURANÇA PÚBLICA DÁ 10,5% DE AUMENTO PARA POLICIAIS, BOMBEIROS E AGENTES DE PRESÍDIOS

10,5% A PARTIR DE FEVEREIRO COM RECEBIMENTO EM MARÇO


Aumento para a segurança pública do Rio acima de 10% em fevereiro

Rio - Mais de 112 mil policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários ativos, aposentados e pensionistas vão receber este mês reajuste acima de 10%. A correção é relativa ao dobro do acumulado de 12 meses do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O aumento será pago no contracheque de fevereiro, de modo que o crédito do salário reajustado será feito no começo de março.

Até dezembro, o acumulado do IPCA ficou em 5,91%. Porém, a previsão da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) é de que o índice de janeiro fique em 0,64% (ante os 0,92% de dezembro), fazendo com que o acumulado no período usado no cálculo fique em 5,27%. Ou seja, o dobro seria de 10,54%. O índice de janeiro será divulgado dia 7 pelo IBGE.

A correção foi anunciada em dezembro pelo governador Sérgio Cabral, durante cerimônia de formatura de inspetores e delegados da Polícia Civil, no Maracanãzinho. Ontem, a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão confirmou o aumento e informou que o percentual será divulgado assim que sair o IPCA do mês passado.

Estrategista da KJ Capital, José Kobori explica que o índice previsto pela Anbima pode mudar um pouco, mas deve se manter nessa média. “Durante o ano, há previsão de que a inflação aumente bastante, em função de uma política mais frouxa para atender aos interesses eleitorais. As principais instituições financeiras estimam um acumulado de 6,19% no fim deste ano”, afirma.

Em função disso, Marco Aurélio Cabral, professor de Economia da Universidade Federal Fluminense (UFF), avalia que o aumento real para os servidores pode não ser tão alto. “Os salários vão subir, mas serão acompanhados de todo o resto”, diz.


RECUPERAÇÃO

Na ocasião em que anunciou o aumento, no ano passado, o governador Sérgio Cabral disse estar construindo uma recuperação salarial tanto na Polícia Militar quanto na Civil. “Estamos discutindo com as secretarias de Fazenda e Segurança para deixar um legado possível de ser absorvido pelo estado e elevando o poder aquisitivo desses profissionais”, afirmou ele.
DÍVIDA SALARIAL

Já o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, contou que está lutando para “resgatar uma dívida salarial que outros governos deixaram pra trás”. Segundo ele, “ao final deste governo, a polícia estará com salários e estrutura para enfrentar o século XXI”. Durante a cerimônia no Maracanãzinho, foram formados 1.114 inspetores e 135 delegados da Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA