domingo, 5 de junho de 2016

EMPRESAS DE ÔNIBUS DIFICULTAM CONCESSÃO DE GRATUIDADES GARANTIDAS POR LEI

- PORTADORES DE HIV - RENAIS CRÔNICOS - UNIVERSITÁRIOS CARENTES -ENFRENTAM "MARATONA" PARA MANTER E RENOVAR CARTÃO COM GRATUIDADE
EMPRESAS DE ÔNIBUS - pintam e bordam com a população. A PREFEITURA NÃO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA.

Limitar o número de passagens "gratuitas" mensais, sem levar em conta que portadores de HIV ou RENAIS CRÔNICOS precisam muito mais do que 'ir ao médico' para cuidar da sua saúde, é a nova MODA que a GANÂNCIA dos EMPRESÁRIOS de transportes de ônibus no Rio de Janeiro, com a conivência ou OMISSÃO da PREFEITURA estão lançando.

QUEREM LIMITAR, e pára isso conseguiram uma MUDANÇA NA NORMATIZAÇÃO DA CONCESSÃO DE GRATUIDADES, via portaria da SMT - Rio, ao número de idas ao médico, a GRATUIDADE concedida aos portadores de HIV ou RENAIS CRÔNICOS. 

Assim essas pessoas, se quiserem ir a outro MÉDICO, UMA CONSULTA EXTRA, DENTISTA, PSICÓLOGO, fazer um exame, buscar remédios...ou ir a um encontro de GRUPO DE APOIO...terão que custear a passagem do próprio BOLSO.

DEVERIAM TER VERGONHA de tanta MESQUINHARIA e GANÂNCIA, esses empresários que prestam um PÉSSIMO SERVIÇO á população, e mais VERGONHA AINDA, deveria ter a PREFEITURA DO RIO, em ceder a esse tipo de restrição ao direito de locomoção de pessoas DOENTES e FRAGILIZADAS, muitas delas impossibilitadas de trabalhar e com custos altíssimos para o seu tratamento, alimentação e demais cuidados.

  QUANTO AOS ESTUDANTES  

Estes coitados, é que são mesmo feitos de GATO E SAPATO pelas empresas de ônibus. 

RENOVAÇÃO DE CARTÃO DEMORADA e RECADASTRAMENTOS ANTES DO PRAZO SEM A DEVIDA COMUNICAÇÃO. Quem está sofrendo agora são os UNIVERSITÁRIOS carentes dos programas federais, ficaram sem o direito de viajar de ônibus.

As empresas, claro, e a prefeitura também, negam qualquer problema ou irregularidade. Ricos e bem empregados, andam de carro, não sabem o que a população sofre diariamente.

As Matérias mais lidas da SEMANA