quarta-feira, 4 de junho de 2014

CORPO DE ZELADOR É ENCONTADO ESQUARTEJADO E QUEIMADO EM CHURRASQUEIRA - O CRIME DA CASA VERDE

BARBÁRIE NA CLASSE "A"

Fotos + Arte - Folha.com

Mulher de publicitário que matou zelador é solta em SP


A advogada Ieda Cristina Martins, 42, foi solta em São Paulo na noite desta terça-feira (3), após o marido dela, o publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47, tê-la inocentado do assassinato do zelador Jezi Lopes de Souza, 63.

O crime ocorreu no dia 30 de maio em um prédio na Casa Verde (zona norte de São Paulo), onde morava o casal.

Jezi trabalhava no prédio há cinco anos e seu corpo só foi encontrado na segunda-feira (2) esquartejado e queimado numa casa em Praia Grande (litoral paulista).

O motivo do crime, segundo relatou o publicitário, foram as constantes desavenças entre ele e o zelador.

Ieda estava presa no 89º DP, no Morumbi, zona sul da capital. Em vídeo gravado momentos após ser preso, em Praia Grande, o publicitário diz que a mulher não sabia do assassinato.

Eduardo Tadeu foi preso em flagrante queimando partes do corpo do zelador em uma churrasqueira, após cortá-lo com um serrote.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA