sábado, 2 de novembro de 2013

INVASÃO DO FÓRUM DE BANGÚ - JUIZ SERIA ASSASSINADO APÓS RESGATE DE TRAFICANTES

AÇÃO OUSADA E SEGURANÇA FROUXA 


A ação criminosa foi planejada e ousada. A segurança do Fórum era frouxa, insuficiente. Resultado: Uma criança de oito anos morta, um PM morto e outro gravemente ferido ( pagaram com a vida o ato de enfrentar em desvantagem brutal os criminosos), pessoas baleadas, muito pânico e a sensação de que poderia ter sido ainda muito pior. As autoridades ficam agora num jogo de empurra vergonhoso sobre a quem caberia providenciar uma maior segurança para o FÓRUM, visto que lá estavam 23 presos, muitos deles perigosíssimos. Resta ainda saber o motivo do traficante "Celsinho", velho conhecido do noticiário policial pelos crimes cometidos e pela crueldade que lhe é característica, não estar recolhido faz tempo a um PRESÍDIO FEDERAL. 

Agora, todos correm atrás do prejuízo, melhor seria ter evitado o prejuízo. Pouparia vidas, sofrimento e vergonha.
007contraocrime

Plano incluía morte de juiz que estava no Fórum de Bangu
Polícia acredita que ordem para invasão que matou menino de 8 anos e PM tenha partido do traficante Celsinho da Vila Vintém
ADRIANA CRUZ

Rio - Os bandidos que invadiram o Fórum de Bangu quinta-feira, além do resgate de dois presos, pretendiam assassinar o juiz da 1ª Vara Criminal local, Alexandre Abrahão. As informações sobre o plano de execução do magistrado foram encaminhadas nesta sexta-feira à Secretaria de Segurança, à Divisão de Homicídios (DH) e à 34ª DP (Bangu). Há suspeitas de que a ordem teria partido do traficante Celso Luís Rodrigues, o Celsinho da Vila Vintém, preso no Complexo Penitenciário de Gericinó. Na ação, morreram o menino Kayo da Silva Costa, de 8 anos, e o sargento PM Alexandre Rodrigues de Oliveira. Os corpos foram sepultados ontem, em meio a comoção popular. A polícia recebeu informações de que a trama para matar Abrahão foi arquitetada na Vila Vintém.

Para isso, está sendo investigado que seria necessário que Alexandre de Melo, o Piolho, e Vanderlan Ramos da Silva, o Chocolate, fossem arrolados como testemunhas de Luiz Armando, o Dallas. Mas a defesa desistiu de ouvi-los. Nesta sexta-feira, após saber do plano dos criminosos, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, pediu à Justiça a transferência de Celsinho da Vila Vintém para presídio federal. Quinta-feira mesmo, ele já havia solicitado a retirada do Rio de Piolho e Chocolate.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA