sábado, 16 de janeiro de 2016

FEBRE CHIKUNGUNYA MATA TRÊS IDOSAS NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL


A informação é oficial e vem através de BOLETIM de controle das doenças causadas pelo mosquito AEDES AEGYPTI. O fato só reforça a necessidade de intensificar os cuidados para evitar a proliferação do mosquito, única medida SEGURA nesse ponto, capaz de minimizar o perigo para a saúde de toda a população, em especial crianças, idosos e portadores de doenças crônicas.

Pela primeira vez no Brasil, foram confirmadas três mortes por chikungunya

CHIKUNGUNYA – Em 2015, foram registrados 20.661 casos de febre chikungunya no país. Desse total, 7.823 casos foram confirmados e 10.420 estão em investigação. Atualmente, 84 municípios de 11 estados estão com transmissão autóctone (circulação) do vírus. 

Além disso, pela primeira vez no Brasil, foram confirmadas três mortes por chikungunya, sendo duas na Bahia e uma em Sergipe. As três vítimas eram idosas (85, 83 e 75 anos) e apresentavam histórico de doenças crônicas.

As medidas de prevenção para a doença são as mesmas já adotadas para a dengue, que se resume em evitar o acúmulo de água parada. A principal diferença nos sintomas das duas doenças é que na febre chikungunya, a dor articular surge em 70% a 100% dos casos, é intensa e afeta principalmente pés e mãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA