sexta-feira, 25 de maio de 2018

PRESIDENTE DA PETROBRAS - PEDRO POUCO TRANS...PARENTE

Banco presidido por sócio de Pedro Parente recebeu R$ 2 bi da Petrobras, diz revista eletrônica

José Berenguer preside o JP Morgan no Brasil. O banco recebeu pagamento no valor de R$ 2 bilhões da Petrobras. Segundo a revista eletrônica Crusoé, Berenguer e Parente, na prática, são sócios.

A informação é do repórter Filipe Coutinho, da revista eletrônica Crusoé. A publicação digital foi fundada em 2018 pelos jornalistas Diogo Mainardi e Mário Sabino, que editam O Antagonista.

"Um cruzamento de pessoas jurídicas mostra que, na prática, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, é sócio do presidente da JP Morgan no Brasil, José Berenguer", diz a reportagem.

Ainda de acordo com Crusoé, os R$ 2 bilhões teriam sido um adiantamento de um empréstimo que venceria apenas em 2022. 

Conflito de interesses

O presidente da Petrobras já esteve envolvido em outras questões polêmicas. Ao assumir o conselho de administração da BRF, disse não haver "conflito de interesses". 

O nome de Parente, que está à frente da Petrobras desde junho de 2016, foi proposto pelo empresário Abilio Diniz, no comando do colegiado desde 2013, e teve apoio da gestora brasileira Tarpon, e dos fundos de pensão Petros (Petrobras) e Previ (Banco do Brasil). 

Pedro Parente também é dono da Prada Ltda., especializada em gestão financeira de famílias milionárias. Sua esposa, que já teve passagem pelo JP Morgan, é sua sócia. 

Antes de assumir a presidência da Petrobras, a Prada atendia 20 famílias. Depois de ter sido nomeado presidente da estatal, o número de famílias atendidas pela Prada aumentou consideravelmente. Até mesmo bilionários passaram a requisitar os serviços. Além disso, empresas também entraram na lista de clientes da especializada em gestão financeira.

sábado, 19 de maio de 2018

COM MICHEL TEMER E O GOLPE - O BRASIL RECUOU 20 ANOS EM 2

A ex-presidente Dilma Rousseff classificou como farsa e ato falho a polêmica mensagem utilizada pelo Governo de Michel Temer "O Brasil voltou, 20 anos em 2", citada no convite de dois anos de sua gestão. 

"Agora, o governo golpista de Michel Temer lança com pompa e circunstância a farsa: 'O Brasil voltou 20 anos em 2'. Pelo ato falho a vírgula merece ser retirada", disse ela em seu perfil na rede social Twitter.

Dilma lembrou ainda as afirmações dos presidentes Castelo Branco e Costa e Silva após o golpe de 1964. Segundo ela, citando o Pasquim, teriam dito, um completando o outro: "antes de mim o Brasil estava à beira do abismo", disse o primeiro. "Comigo, o Brasil deu um passo a frente, acrescentou o segundo". 

Dilma mencionou uma passagem do 18 Brumário de Luís Bonaparte. "A história se repete, a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa". Tivemos na semana que passou um exemplo tupiniquim que se enquadra no enunciado de (Karl) Marx", acrescentou."Agora, o governo golpista de Michel Temer lança com pompa e circunstância a farsa", diz Dilma

Após o próprio Planalto ter considerado a mensagem um "desastre", ontem, Temer recebeu o publicitário Elsinho Mouco, marqueteiro que o auxilia na comunicação. Os dois conversaram no escritório do presidente, na capital paulista.

Dilma critica mensagem de dois anos do governo Temer
Jornal do Brasil

terça-feira, 8 de maio de 2018

MICHEL TEMER APAVORADO E COM MEDO DE IR PARA A CADEIA


A PROXIMIDADE do fim do mandato de Michel Temer, após o GOLPE para derrubar a ex-presidente Dilma Rousseff, e diante da possibilidade ZERO de conseguir se "REELEGER", apontam para ele na direção da CADEIA, com o consequente fim do FORO PRIVILEGIADO.

ALVO DE DUAS DENÚNCIAS, a caminho de uma TERCEIRA, Temer sabe que vai enfrentar, seja no STF, seja na JUSTIÇA COMUM, PROCESSOS com acusações graves e DENÚNCIA ROBUSTAS, FORTES INDÍCIOS de que cometeu diversos crimes, que vão de CORRUPÇÃO até FORMAÇÃO DE QUADRILHA.

Diante disso, passou RECIBO, embora negue, do MEDO que lhe ASSOMBRA.

CONFIRA AQUI 

As Matérias mais lidas da SEMANA