sexta-feira, 8 de julho de 2016

EXECUÇÃO EM SHOPPING DE DUQUE DE CAXIAS TEVE USO DE MUNIÇÃO RESTRITA DAS FORÇAS DE SEGURANÇA PÚBLICA




Os autores da EXECUÇÃO de Denivaldo Meireles, crime ocorrido na noite de quarta-feira, empregaram MUNIÇÃO RESTRITA para forças de segurança pública.

Após análise do vídeo, pela forma como a ação foi executada, ficou claro que o "serviço" foi executado por quem tem 'habilidade' com armas, técnica de aproximação e frieza para os fins da abordagem, no caso, uma execução violenta, sem dar à vítima qualquer chance de defesa, e sem se importar com avida de quem está próximo.

O crime foi tramado desde o roubo de um veículo em Santa Cruz da Serra, a utilização de camisas da polícia civil, e o abandono de um distintivo dentro do veículo utilizado para chegar e deixar o local, que foi localizado pela polícia a 500 metros do Shopping.

Está confirmado que Denivaldo Meireles da Silva, de 41 anos, que trabalhava como segurança do Fluminense Futebol Clube, seria mesmo candidato a vereador no município. Sua esposa, Andreia Ornelas Claudino, 30 anos, que estava no banco do carona, segue internada em estado grave no Hospital Adão Pereira Nunes. O filho do casal que estava no banco traseiro não foi atingido pelos disparos.

A ação foi gravada por câmera de segurança e comprova que o crime foi coisa de "profissional".

As Matérias mais lidas da SEMANA