segunda-feira, 11 de julho de 2016

AVENIDA BRASIL - PISTA CENTRAL É LIBERADA E DEVE MELHORAR CIRCULAÇÃO NA VIA EXPRESSA

Prefeitura ANUNCIA a liberação da pista central da Avenida Brasil à circulação de veículos a partir de segunda. Obras vão parar no local durante os Jogos Olímpicos.
  08/07/2016 - UTILIDADE PÚBLICA - INFORMAÇÃO OFICIAL - MOBILIDADE URBANA  

A Prefeitura do Rio informa que, a partir das 4h desta segunda-feira (11/07), a pista central da Avenida Brasil será liberada à circulação dos veículos. Os trechos ocupados pelas obras do corredor do BRT Transbrasil, entre o Caju e a Ilha do Governador e do Trevo das Margaridas ao Trevo das Missões, serão reabertos ao trânsito. Sem as interdições, as faixas seletivas estarão em operação exclusiva para os ônibus — os táxis não poderão circular pela faixa exclusiva. A partir de 25 de julho, as seletivas serão parte integrante do sistema de faixas olímpicas.

As obras de requalificação da Avenida Brasil com a implantação do corredor BRT Transbrasil trouxeram mais um beneficio. A reformulação do traçado e a redistribuição das faixas permitiram à Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) aumentar a capacidade do corredor exclusivo de ônibus na via, adicionando mais uma faixa no trecho entre Irajá (Avenida Meriti) e Caju (Rua Ricardo Machado). A mudança está em sintonia com a diretriz de mobilidade urbana da prefeitura, que prioriza o transporte público nos principais corredores viários.


Ao longo da Avenida Brasil serão instaladas placas e faixas informativas sobre a utilização do corredor exclusivo somente por ônibus autorizados e o limite de velocidade de 80 km/h. Haverá ainda equipamentos de fiscalização eletrônica para garantir que as pistas seletivas sejam utilizadas somente pelos ônibus. Os veículos não autorizados flagrados em circulação nas faixas restritas estarão sujeitos à aplicação de multa grave, com a perda de cinco pontos na CNH do condutor.

Contagens do fluxo de veículos feitas durante o período das obras mostraram que, nas duas faixas liberadas ao tráfego, a circulação na pista central de ambos os sentidos da manteve uma média de 450 coletivos/hora, e aproximadamente 2.900 veículos de passeio/hora nos horários de pico.

Considerando a taxa de ocupação da via, a transferência dos ônibus para a faixa exclusiva permitirá um aumento de capacidade da pista central de aproximadamente 1.000 veículos/hora, sem perder a média de fluidez verificada atualmente. Além disso, ao dobrar a capacidade da pista exclusiva de ônibus, espera-se considerável redução do tempo de viagem do transporte público nesses trechos.

As Matérias mais lidas da SEMANA