quarta-feira, 16 de março de 2016

INSEGURANÇA PÚBLICA E PROMESSAS NUNCA CUMPRIDAS - BELTRAME PROMETE MAIS POLÍCIA NAS RUAS


Segundo matéria publicada pelo Jornal O Dia, o secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, teria afirmado ontem, terça-feira - 15/03/2016 - que reforçará o policiamento das ruas com PMs do setor administrativo.

Segundo o Secretário, além de deslocar PMs do setor administrativo para as ruas, que vão de forma intercalada, "cumprir uma cota de seu turno de trabalho no policiamento de rua”, serão usados ainda policiais que atuam na segurança de eventos, como os Gepe, para reforçar o patrulhamento. 

Quanto ao GEPE é até bastante fácil de compreender a medida, pois, devido ao fechamento do MARACANÃ e do ENGENHÃO os jogos de futebol de maior público, estão sendo, em grande número, realizados fora do Rio de Janeiro.

Ainda segundo a matéria do Jornal, "Levantamento da Comissão da Transparência da Assembleia Legislativa (Alerj), em relação aos efetivos de todos os setores da PM, apontou que 4.293 policiais, espalhados por vários setores da administração, estão longe das ruas. Apenas a Diretoria Geral de Pessoal tem 2.722 agentes".

O PROBLEMA DESTES DESVIADOS DE FUNÇÃO E LONGE DAS RUAS, ONDE DEVERIAM ESTAR ATUANDO PARA GARANTIR A SEGURANÇA DE TODOS, E NÃO DESTACADOS DE FORMA ESPECIAL E PRIVILEGIADA PARA GARANTIR A SEGURANÇA DE ALGUNS, E ANTIGO, E NUNCA RESOLVIDO.

Vira e mexe, o Secretário Beltrame anuncia tais medidas, mas, na prática elas nunca se materializam. Infelizmente, em que pese a necessidade de melhorar o policiamento, e ainda que se acredite na sinceridade e vontade do secretário, nada indica que de fato as coisas mudem.

Quanto à questão dos menores que praticam crimes e logo voltam às ruas, para reincidirem nos mesmos crimes e nos mesmos locais, tal problema só será resolvido no dia em que houver vontade política para isso. 

Quando governo federal, estadual, municipal, com todo o seu aparato de segurança e social se mobilizar, apoiado pela JUSTIÇA, implantando uma política de acolhimento e punição, apoio e responsabilização de pais e seus filhos, além de identificação e dura repressão aos receptadores de jóias e celulares, a coisa vai melhorar e muito. O cidadão terá mais segurança e os jovens infratores uma oportunidade de recuperação verdadeira.

Até que isso aconteça, SALVE-SE QUEM PUDER !


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA