sexta-feira, 20 de novembro de 2015

CRIME AMBIENTAL EM MARIANA - SAMARCO RECEBE MULTA MILIONÁRIA


O rompimento da barragem de Fundão destruiu o distrito de Bento Rodrigues.

O governo de Minas Gerais apresentou o que prometeu ser a primeira de uma série de notificações a mineradora Samarco - DE PROPRIEDADE das empresas Vale e a BHP Billiton, para pagamento de multa de R$ 112.690.376,32, por danos causados ao meio ambiente, em consequência do rompimento de uma barragem da empresa, em Mariana (MG), 

A TRAGÉDIA / DESASTRE AMBIENTAL, ocorreu no último dia 05 d novembro. A Samarco confirmou o recebimento da autuação, e terá o prazo de 20 dias para contestar e recorrer da multa.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, BASEOU 
a autuação nos danos causados e que ainda continuarão ocorrendo por longo tempo na região de Minas Gerais. O rompimento da barragem causou poluição e degradação ambiental, resultando em dano aos recursos hídricos, prejuízo à saúde, segurança e bem-estar da população.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) já havia aplicado uma multa no valor de R$ 250 milhões à empresa.

Na última segunda-feira (16/11), o Ministério Público de Minas Gerais e a Samarco anunciaram acordo para o pagamento de uma caução socioambiental de R$ 1 bilhão. A Justiça de Minas Gerais também determinou o bloqueio de R$ 300 milhões da empresa.

Com informações da: Agência Brasil
Edição: Maria Claudia
PARCERIA: CONEXÃO ECOLOGIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA