segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

CORONEL FÁBIO ALMEIDA É EXONERADO DO BATALHÃO DE CHOQUE DA PMERJ

BELTRAME FICOU "CHOCADO" COM  INCITAÇÃO E PREGAÇÃO DA VIOLÊNCIA


Por determinação do Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Delegado Mariano Beltrame, o coronel da PM 
Fábio Almeida de Souza, foi exonerado do Comando do Batalhão de Choque, sob a 
acusação de incitar violência contra manifestantes durante protestos de rua em 2013 e 2014.

De acordo com matérias publicadas na grande imprensa, em trocas de mensagens por celular com outros oficiais da corporação, o coronel defendeu, o uso de armas letais contra manifestantes. Usou termos como dar "PORRADA" e usar "762".

O coronel Fábio Almeida tinha reassumido o cargo de comandante do BPChoque em novembro de 2014, depois de deixar o comando da unidade em agosto de 2013.

Segundo Beltrame, as informações sobre as mensagens enviadas pelo coronel estavam anexadas em inquérito que investiga um atentado contra o prédio do tenente-coronel Márcio Rocha, que substituiu Souza no comando do Batalhão de Choque, em agosto de 2013.

Além de pedir a exoneração do oficial, o secretário de Segurança determinou a abertura de inquérito específico para investigar as supostas mensagens enviadas pelo coronel Fábio Almeida de Souza para outros oficiais.

Segundo o Portal EBC, Beltrame, disse que exonerou o coronel Fábio e o deixou sem função, por ter ficado horrorizado com o que consta no inquérito. Será aberto também um procedimento disciplinar contra o coronel Fábio.

O coronel Wilman Rene Gonçalves Alonso assumirá interinamente o Batalhão de Choque.

LEIA TAMBÉM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA