quinta-feira, 19 de junho de 2014

CHILENOS INVADEM CENTRO DE IMPRENSA NO MARACANÃ - 85 PRESOS SERÃO EXPULSOS DO BRASIL

AÇÃO FOI CONSIDERADA DE EXTREMA VIOLÊNCIA, PLANEJADA E CAUSOU DANO AO PATRIMÔNIO PÚBLICO 

DENTRO DE CAMPO O CHILE FEZ UMA BELÍSSIMA PARTIDA E ELIMINOU A ESPANHA - FORA DO CAMPO TORCEDORES TIVERAM ATITUDE CONDENÁVEL.


Torcedores chilenos que invadiram Maracanã terão que deixar o Brasil

Polícia Federal deu prazo de 72 horas para que estrangeiros deixem o país

Rio - A Polícia Federal (PF) deu o prazo de 72 horas para que os 85 torcedores chilenos que invadiram o centro de imprensa do estádio do Maracanã, na Zona Norte do Rio, nesta quarta-feira, deixem o Brasil. Caso não cumpram a notificação, os estrangeiros estarão sujeitos à deportação sumária pela PF.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança, a invasão ocorreu antes do início do jogo entre o Chile e a Espanha. Os envolvidos foram detidos e encaminhados para a Cidade da Polícia, no Jacaré, zona norte do Rio. Por causa da “ação agressiva e orquestrada”, a organização do evento pediu o apoio da Polícia Militar (PM) para proteger outras áreas de acesso ao estádio.

Ainda segundo a secretaria, foram presos 85 torcedores. Os chilenos não tinham ingressos para a partida e, ao entrarem no Centro de Mídia, quebraram divisórias do local. Já no gramado, parte dos torcedores foi detida por seguranças da Federação Internacional de Futebol (Fifa). No Consulado do Chile, no Rio, a chanceler consular Maria Tereza Jimenez disse que o cônsul-geral, Samuel Ossa, está “tomando as medidas cabíveis” para dar assistência aos detidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA