quarta-feira, 12 de março de 2014

COMPLEXO DO ALEMÃO TEM CONFRONTO ENTRE MANIFESTANTES E PM - DISTÚRBIOS - INCÊNDIO E TIROS

SITUAÇÃO É DE MUITA TENSÃO NO LOCAL


Protesto no Alemão tem confronto entre PM e manifestantes

Homens do Batalhão de Choque usaram bombas de gás e spray de pimenta. Tiros foram ouvidos no conjunto de favelas
MARIA INEZ MAGALHÃES

Rio - Terminou em confronto entre PMs e manifestantes o protesto que fechou a Estrada do Itararé, perto da Favela da Grota, no Complexo do Alemão, na noite desta terça-feira. O ato, segundo moradores, é contra prisões realizadas injustamente na Favela Nova Brasília, nesta segunda-feira. A Polícia Militar reagiu após uma barricada ter sido montada com objetos, que foram incendiados. 

Homens do Batalhão de Choque (BPCHq) usaram bombas de gás e spray de pimenta para conter os manifestantes. Na altura da esquina com a Rua Joaquim de Queiroz, no bairro de Ramos, cerca de 100 manifestantes fecharam a avenida, atearam fogo em lixeiras, pneus, madeira e utilizaram um caminhão como barricada para impedir o trânsito na via. Por volta das 18h30, bandidos atiraram contra uma equipe de policiais da UPP Nova Brasília, no alto da comunidade, próximo à Estação Itararé do Teleférico. Os agentes revidaram. Não há informações de feridos. 

No momento, somente carros passam na Estrada do Itararé e são revistados pelos policiais. Moradores da região estão apreensivos. Segundo o coronel Frederico Caldas, coordenador das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), houve pedido de apoio para o Choque e para o Batalhão de Operações Especiais (Bope), por conta do fechamento da Estada do Itararé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA