segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Suspeitos da morte de cinegrafista são denunciados pelo MP


Caio Silva de Souza e Fábio Raposo podem responder por homicídio doloso


Rio - O Ministério Público (MP) do Rio ofereceu denúncia contra os dois acusados de acender e lançar o rojão que matou o cinegrafista da Band, Santiago Andrade, nesta segunda-feira. Caio Silva de Souza e Fábio Raposo podem responder por homicídio qualificado, com motivo torpe, e crime autônomo de explosão. Caso sejam condenados pela Justiça, eles podem ficar até 30 anos na prisão, cada um. A denúncia é assinada pela promotora Vera Regina de Almeida.


O delegado da 17ª DP (São Cristóvão), Maurício Luciano, entregou na sexta o inquérito sobre a morte do cinegrafista, ocorrida durante um protesto próximo à Central do Brasil, no último dia 6. Os suspeitos estão presos no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA