quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

PREFEITURA DO RIO FAZ COMPRA MILIONÁRIA SEM LICITAÇÃO

MATÉRIA DE JORNAL COLOCA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO EM SAIA JUSTA


Prefeitura faz compras sem licitação para escolas
Brinquedos foram adquiridos por R$ 2,37 milhões com empresa de fundo de quintal
JULIANA DAL PIVA

Rio - Quem passa na Rua Carlos Vitor Boisson, em Senador Camará, e observa o prédio de três andares na esquina, não consegue imaginar que a construção modesta abriga um dos principais fornecedores de material didático para a Secretaria Municipal de Educação do Rio: a empresa Número Hum Boutique LTDA—ME, também conhecida pelo nome de fantasia Boutique Pedagógica. 

Cercada por muro alto, a casa sequer tem a fachada pintada. Também não há placas de identificação da empresa. Mesmo assim, a Boutique Pedagógica recebeu da Prefeitura do Rio R$ 2.371.784,54 nos últimos seis anos pela compra de brinquedos para as unidades públicas de educação infatil. Na última segunda-feira, a secretaria chegou a publicar no ‘Diário Oficial’ um nova aquisição de materiais pedagógicos que foi omitida da publicação em dezembro. O valor do contrato era de R$ 411.300,00.

Os pedidos, no entanto, já foram ainda maiores. Em 2010, 2011 e 2013, a prefeitura gastou valores semelhantes com a mesma empresa. Na maior das compras, em 2010, os pagamentos somaram R$ 1.010.385,20. Naquele ano, a Boutique Pedagógica foi a principal despesa com materiais didáticos do programa municipal ‘Espaço de Desenvolvimento Infatil’. Já no ano passado, foi a quarta maior fornecedora. 

O DIA pediu acesso ao processo de compra dos 4.800 itens ainda na segunda-feira, mas ontem a prefeitura decidiu cancelar a aquisição. A justificativa seria o alto valor do contrato e uma reestruturação do orçamento do órgão. Chama atenção o fato de que, para a produção de alta demanda, a Boutique Pedagógica conta apenas com oito costureiras que trabalham exclusivamente no último andar do prédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA