segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ATAQUE A UPP DA PENHA DEIXA UMA POLICIAL MORTA E VÁRIAS PESSOAS FERIDAS

O TRÁFICO COM ARMAMENTO PESADO E OUSADIA ATACA AS FORÇAS DE SEGURANÇA NO COMPLEXO DA PENHA


Moradores também foram feridos no ataqueAntônio Marcos (à direita) foi atingido por tiro no ombro, medicado e liberado do hospital. Sua mulher (Elaine Ribeiro) baleada na cabeça, está em estado gravíssimo - Foto: Fernando Souza / Agência O Dia

A situação requer uma providência imediata para que não saia do controle. Todo o trabalho de PACIFICAÇÃO e retomada de território que estava sob controle do tráfico está ameaçado de se perder.

É necessário um reforço do policiamento, grandes operações para cercar toda a região, entrar em áreas que já voltaram a ser de controle dos criminosos, tentando desarmá-los e prender o maior número possível deles. Por outro lado as ações de caráter social e de melhorias da infraestrutura de comunidades precisam ser intensificadas.

Não adianta criar novas UPPs sem consolidar o trabalho naquelas já instaladas. O COMPLEXO DO ALEMÃO / PENHA, é uma área extensa, difícil de ser controlada e policiada, é necessário um efetivo maior, melhor treinado, com mais apoio de BATALHÕES ESPECIAIS. Não dá é para ficar assistindo de braços cruzados ataques diários aos postos de UPPs ou Delegacias, com  moradores e policiais sendo feridos e mortos, como no lamentável caso da jovem Policial Militar Alda Castilho.
007contraocrime


Traficantes atacam unidade pacificadora do Complexo da Penha

Em uma nova onda de ataques criminosos, bandidos abriram fogo ontem à tarde contra PMs da UPP do Parque Proletário, no Complexo da Penha. Uma soldado, atingida na barriga, morreu e dois moradores e outro PM ficaram feridos a tiros.

Um PM contou que estava em um grupo de cinco agentes fazendo patrulhamento na Praça São Lucas por volta das 15h, quando bandidos armados com fuzis calibre 5.56 e a bordo de um carro abriram fogo. Os agentes reagiram e houve troca de tiros. Policiais contaram que a soldado Alda Castilhos, de 28 anos, foi atingida na barriga e seu colega de farda, Marcelo Gilliard, foi ferido na perna ainda na rua. Já o delegado da Divisão de Homicídios (DH), André Leiras, afirmou que a dupla de PMs foi baleada dentro do contêiner que serve de base da UPP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA