quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

MORRE MARCELO CUNHA (TIJOLO) - VICE DO SALGUEIRO E ASSESSOR DE DEPUTADO FOI BALEADO NA VILA

Foto O Dia
Marcello Tijolo ao lado de Regina Celi, presidenta do Salgueiro
Foto: Alex Nunes / Divulgação


Rio - O vice-presidente da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Marcello da Cunha Freire, o Marcello Tijolo, morreu na madrugada desta quinta-feira em um hospital particular na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da unidade. Ele foi baleado na noite da última terça-feira, na esquina da Boulevard 28 de Setembro e Rua Visconde de Abaeté, em Vila Isabel.

No fim da manhã desta quarta, ele foi transferido do Hospital Souza Aguiar para a unidade particular na Zona Oeste. Segundo nota divulgada nesta quarta pela Secretaria Municipal de Saúde ele foi submetido a cirurgias na barriga e na perna e seu quadro de saúde era estável.

Regina Celi, presidenta do Salgueiro, confirmou a morte e usou o Facebook para manifestar suas condolências.

Violência atravessa o SAMBA em tentativa frustrada de matar o Vice- Presidente do Salgueiro


Marcello da Cunha Freire está lúcido, orientado e não corre risco de morte. Ele foi atingido por três tiros na esquina do Boulevard 28 de Setembro e a Rua Visconde de Abaeté

Rio - O vice-presidente da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Marcello da Cunha Freire, o Marcello Tijolo, está internado com quadro de saúde estável no Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo informações divulgadas pela Secretaria Municipal de Saúde na manhã desta quarta-feira, o paciente está no pós-operatório. Ele foi submetido a uma cirurgia ortopédica e geral. Marcello está lúcido, orientado e não corre risco de morte.

O vice-presidente do Salgueiro foi baleado na barriga, braço e coxa, na noite desta terça-feira, na esquina do Boulevard 28 de Setembro e a Rua Visconde de Abaeté, em Vila Isabel.

Testemunhas têm relatos diferentes. Segundo um dos depoimentos, ele estava a pé, próximo ao escritório do deputado estadual Chiquinho da Mangueira (PMN), onde trabalha como assessor, quando foi surpreendido por atirador na garupa de uma moto, que teria dado seis tiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA