sábado, 18 de janeiro de 2014

CALAMIDADE DAS CHUVAS EM ITAOCA - DEFESA CIVIL CONTA 20 MORTOS E SEIS DESAPARECIDOS


Aumenta número de mortos pelas chuvas em Itaoca
Bruno Bocchini
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – Subiu para 20 o número de vítimas das chuvas em Itaoca, no interior paulista, segundo, segundo balanço da Defesa Civil do estado de São Paulo divulgado às 18 horas (de 17/01/2014) pela Defesa Civil Estadual. No momento, há três pessoas hospitalizadas e seis desaparecidas.

Na Escola Municipal Elias Lages de Magalhães, estão abrigadas 33 pessoas. Há 103 pessoas desalojadas na cidade.

A prefeitura agora tenta retomar a normalidade dos serviços básicos na cidade, fazendo a limpeza das ruas e das casas e desobstruindo vias urbanas para restabelecer o acesso a alguns bairros. Além da lama deixada pelas enchentes, seis pontes foram destruídas no município, que ainda está levantando os prejuízos e as necessidades de recursos para as obras de recuperação. Ontem (16), os governos federal e estadual reconheceram o estado de calamidade pública, o que permite o repasse de recursos para auxiliar nesses trabalhos.

O Fundo Social de Itaoca pede doações de café e de produtos de higiene pessoal e de limpeza, que estão em falta. A doação dos demais produtos deve ser feita apenas na próxima semana, por causa da falta de espaço para estocagem na cidade.

“Precisa ligar aqui para confirmar de onde está vindo [a doação] e a quantidade. Os depósitos encontram-se lotados. Mas produtos de higiene, limpeza e café estão em falta”, disse Andrea Fortes, do Fundo Social. O telefone para contato é (15) 35571143.

A prefeitura de Itaoca divulgou os números das contas bancárias do Fundo Social – Bradesco, agência 2027-3 e conta 1003321-7 – e da conta SOS Itaoca – Banco do Brasil, agência: 3637-4 e conta 100000-4 – para os que quiserem doar dinheiro para os atingidos pelas chuvas no município paulista.

Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA