sábado, 16 de novembro de 2013

UPPS NA MIRA DO TRÁFICO - PACIFICAÇÃO PELA METADE, GERA INSEGURANÇA POR INTEIRO


Os constantes ataques de traficantes aos PMs das UPPs em áreas consideradas pacificadas, e o tráfico de drogas novamente amparado em grupos fortemente armados, que via de regra tem levado a melhor nos confrontos que ocorrem com a polícia, deixam claro que é preciso intensificar a presença de policiais e realizar operações complementares, com reforço de contingente do BOPE e BPChoque, no sentido de localizar onde estes grupos estão escondidos dentro de cada comunidade, e onde estocam drogas e armas.

Há um risco enorme de "DESMORALIZAÇÃO" do processo de pacificação, caso a questão não seja enfrentada com coragem e rapidez. Consolidar a presença policial e social onde o Estado já está, e ampliar o número de UPPs, alcançando a região da ZONA OESTE e áreas como NITERÓI e São Gonçalo é absolutamente necessário. 

Embora não seja a solução ideal, talvez, devido a dificuldade de conseguir EFETIVO para cumprir todos os tipos e regiões que precisam de policiamento, o governo do Estado do Rio precise novamente da presença das Forças Armadas. É melhor isso, visto que, será menos custoso e problemático CHAMAR DE NOVO O EXÉRCITO, do que assistir todo o esforço e toda a esperança do PROJETO DE PACIFICAÇÃO ir pelo RALO do descaso e da incompetência.

 PACIFICAÇÃO PELA METADE, GERA INSEGURANÇA POR INTEIRO

007contraocrime

UPP do São Carlos é alvo constante de criminosos
Na madrugada de sexta, PMs foram encurralados por bandidos em local pacificado
PALOMA SAVEDRA

Rio - Inaugurada em maio de 2011, a Unidade de Polícia Pacificadora do São Carlos — que atende às comunidades da Mineira, do Zinco e do Querosene — têm sido alvo de ataques de criminosos. E a base da unidade foi a primeira do Rio a ser atacada por bandidos, no dia 12 de dezembro do mesmo ano, em represália à prisão de uma pessoa. Suspeitos dispararam tiros e jogaram pedras em direção ao telhado da sede da UPP. 

Em agosto de 2011, PMs da UPP também foram atacados a tiros. Já em setembro deste ano, outro conflito ocorreu na localidade Ilha do Rato. Policiais patrulhavam a região e teriam sido atacados a tiros por criminosos. Os agentes revidaram e chegaram a atingir um suspeito na perna. Ele estava com uma pistola calibre 9 mm.

Madrugada tensa na Mineira

A madrugada desta sexta-feira foi de tensão no Morro da Mineira, no Catumbi. Uma intensa troca de tiros entre policiais militares da UPP São Carlos e bandidos, que durou três horas, levou pânico aos moradores do local e também aos de bairros vizinhos, como a Tijuca. Segundo a Polícia Militar, o confronto começou quando oito agentes que patrulhavam a localidade Ilha do Rato foram surpreendidos com disparos de criminosos.

MATÉRIA DE O DIA - ÍNTEGRA AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA