sábado, 23 de novembro de 2013

FLANELINHA É MORTO POR POLICIAL CIVIL NO LEBLON - CINCO TIROS !


Acredita-se que houve discussão e o agente sacou a arma

Rio - Um flanelinha morreu e outro ficou ferido após serem baleados por um policial civil na Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, Zona Sul do Rio. O crime ocorreu na na altura da Pizzaria Guanabara. A vítima, identificada apenas como Nego, levou cinco tiros. O outro, Adilson Silva Peçannha, de 27 anos, foi baleado de raspão.

Os dois flanelinhas estariam brigando por espaço de estacionamento. Ambos não eram cadastrados pela Prefeitura para atuar como guardadores de carro. O policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Ricardo Coelho Maron Gedeon, tentou interver na discussão, mas os dois se voltaram contra ele.

Ainda segundo a polícia, a vitima pegou uma garrafa quebrada e tentou atingir o agente. Ricardo se apresentou como policial e teria dado um tiro de advertência, e mesmo assim ocorreu outro atrito. O flanelinha foi baleado nas duas pernas, no torax, na mão e nas costas. O outro guardador foi baleado na perna.

Houve pânico e correria na Pizzaria Guanabara. Manifestantes do Ocupa Cabral, que estavam próximos da rua onde ocorreu o crime, houviram os tiros e foram até o local. Eles começaram a se revoltar contra o Ricardo. Policiais que passaram pelo local levaram o agente para a 14ª DP (Leblon) e em seguida para a Divião de Homicídios. Peritos do Instituto Médico-Legal foram ao local do crime.

Testemunhas disseram que os dois flanelinhas já haviam se desentendido pela manhã por causa de espaço de estacionamento. O guardador de carro que foi baleado de raspão foi levado para o Hospital Souza Aguiar, onde foi atendido e liberado em seguida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA