quinta-feira, 8 de agosto de 2013

MARCELO FREIXO E WAGNER MONTES APANHAM DE SEGURANÇAS DA ALERJ - ESCRAAAACHA !

DEPUTADO PAULO MELO SERIA O MANDANTE DA AÇÃO VIOLENTA DE EXPULSÃO DOS MANIFESTANTES



TERMINOU EM PANCADARIA COM AGRESSÃO INCLUSIVE DE DEPUTADOS QUE TENTARAM INTERVIR, A EXPULSÃO DE UM GRUPO QUE SE MANIFESTAVA DENTRO DA ALERJ

Deputados Marcelo Freixo e Wagner Montes também sofreram agressões de guardas da instituição
CAIO BARBOSA

Rio - Cerca de 22 manifestantes sofreram agressão dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Eles protestavam pacificamente contra o governador Sérgio Cabral quando foram expulsos à força por ordem do presidente da Alerj, o deputado Paulo Melo.

Alguns deputados tentaram sair em defesa dos manifestantes, como os deputados Marcelo Freixo e Wagner Montes, mas foram agredidos com gás de pimenta, socos e pontapés junto com os manifestantes por guardas da instituição. O deputado Wagner Montes chegou a ter os óculos quebrados.

"É inadmissível o que aconteceu. Eram 22 pessoas no plenário, não havia a menor necessidade dessa truculência. Amanhã venho conversar com o chefe de segurança da casa, porque foi um ato político, e esta é uma casa política. O povo não pode ser agredido dentro desta instituição", disse Marcelo Freixo. 

Freixo acrescentou ainda que um dos funcionários de seu gabinete foi agredido com um soco no rosto por seguranças da Alerj.

A deputada Janira Rocha, do PSOL, presenciou a confusão e disse que vai falar com o presidente do Alerj. Segundo ela, ele disse que "ocupação é coisa de ditadura e que é pra tirar o povo na base da porrada mesmo".

VERSÃO DA ALERJ


Segundo a assessoria da Alerj, os manifestantes estavam dentro do plenário de forma legítima, identifcados. Quando a sessão acabou, as luzes foram apagadas, como de costume. Os manifestantes então não quiseram sair e começaram a gritar palavras de ordem.

Foi quando o presidente da Alerj deu ordem para os guardas dispersarem os manifestantes com spray de pimenta por motivos de segurança dos funcionários da casa. Ainda segundo a assessoria, não houve agressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA