sexta-feira, 12 de abril de 2013

A SUPERVIA VIVE FORA DOS TRILHOS - DESCARRILAMENTO NA CENTRAL DO BRASIL


A Concessionária SuperVia presta um serviço de péssima qualidade aos cidadãos do Rio de Janeiro. Os trens não oferecem segurança, não primam pela regularidade de horário e andam sempre superlotados. Tivesse governo, e a concessão já teria sido CASSADA.

Agência investiga terceiro descarrilamento da SuperVia no Rio

Da Agência Brasil


Vídeo do descarrilamento de 18/03


Rio de Janeiro – A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos para Transportes (Agetransp) está fazendo uma perícia para saber o motivo que levou um trem a descarrilar na noite de ontem (11) a 700 metros da Estação Central do Brasil. Com destino a Santa Cruz, o trem transportava cerca de 400 pessoas e descarrilou logo depois de deixar a plataforma. Não houve feridos. Os passageiros caminharam pela linha férrea de volta à estação, onde embarcaram em outra composição. A Estação Praça da Bandeira foi fechada após o incidente. Na manhã de hoje (12), os trens estavam operando com até 30 minutos de atraso. 

Após o laudo da perícia for finalizado, será aberto um processo. Caso seja comprovada responsabilidade da concessionária SuperVia, responsável pelos trens urbanos do Rio de Janeiro, a empresa poderá ser punida com advertência ou multa.

Foi o terceiro descarrilamento este mês. Por isso, o gerente da Câmara Técnica de Transportes da Agetransp, José Luiz Lopes, está reunido com representantes da SuperVia para esclarecer os recentes casos. A malha ferroviária tem cerca de 270 quilômetros de extensão em cinco ramais com 102 estações distribuídas por 12 municípios da região metropolitana.

O usuários que se sentirem lesados com os descarrilamentos podem procurar o Procon estadual pelo telefone 151 ou em um dos pontos de atendimento. Segundo a assessoria do órgão, os casos serão avaliados pelos advogados e podem ser enquadrados como “má prestação de serviço público”.

Edição: Carolina Pimentel

Um comentário:

  1. A experiência dos anos de chumbo, para quem os fazia, mostra que os "COMÍCIOS RELAMPAGOS" são tão necessários hoje como foram "ontem".
    A "tática" de subir nas caixas de maçã e pronunciar/mostrar de quem é a culpa(Governo estadual/federal claro), subindo nesses "palanques" improvisados E NO MEIO DO POVO QUE ESTA SOFRENDO ESSA DESGRACEIRA TODA, é mais do que necessário.
    Nada substitui isso, esses "comícios relampagos". NADA os substitui.
    O Brasil mudou. A sociedade se movimenta, diferentemente do que querem os partidos politicos tradicionais. Porém, o que deu certo e "furou" os orgãos de repressão, ´poderá dar muito certo hoje.
    Nossa Juventude é extremamente mais politizada hoje e, nesta juventude, repousa a esperança de mudanças mais profundas e eficazes que a sociedade deseja.
    Apenas uma opinião.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA