quarta-feira, 8 de agosto de 2012

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL PARALISA TRÂNSITO EM VÁRIAS RODOVIAS DO BRASIL

OPERAÇÃO FORA DO PADRÃO

Policias Rodoviários Federais estão promovendo nas principais Rodovias do país, a chamada OPERAÇÃO PADRÃO, que se caracteriza por uma intensa fiscalização no tocante a quantidade de veículos parados pelas diversas Blitz e por uma rigorosa vistoria das condições dos veículos, sua documentação e a do condutor, além de revista para encontrar armas e drogas.

É curioso ver que fazem assim, (para causar gigantescos engarrafamentos), em sinal de protesto e como forma de reivindicar aumento de salário e melhores condições de trabalho, o que deveria ser uma constante, pois, se não é para trabalhar todos os dias e em todos os momentos de forma rigorosa e intensa, não se justifica a necessidade da Polícia.

LEIA + AQUI

Protesto: blitz de policiais rodoviários federais causa engarrafamento de 10 km na Dutra
08/08/2012 - Da Agência Brasil

São Paulo - Policiais rodoviários federais fizeram uma blitz na manhã de hoje (8) na altura do quilômetro (km) 208 da rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, em protesto pela valorização da categoria. A manifestação provocou um congestionamento de 10 km, no sentido Rio de Janeiro. Uma faixa da via Dutra permaneceu fechada até o meio-dia, quando se encerrou o protesto.

Segundo o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de São Paulo, estão foram parados todos os veículos de carga que passaram pelo local. O objetivo é demonstrar a importância da Polícia Rodoviária Federal para garantir a segurança pública no trânsito.

Segundo a CCR Nova Dutra, concessionária responsável pela rodovia, o engarrafamento chegou a 10 km por volta das 11h, no sentido Rio de Janeiro. “Não estamos pedindo aumento de salário, apenas que a nossa categoria seja tratada pelo governo como um serviço de suma importância. Queremos aumento do contingente e reestruturação da carreira. A valorização do nosso setor é benéfica para todos, principalmente para a população”, disse à Agência Brasil Marcos Khadur, que é coordenador de relações do trabalho da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários.

Além da fiscalização, houve palestras sobre a nova legislação que regulamenta o transporte de cargas no local do protesto. A Lei 12.619/12, que entrou em vigor na semana passada, fixa jornada máxima para os motoristas de caminhão de quatro horas, com intervalo de meia hora pra descanso.

Segundo o sindicato, a ação ocorre também no estados do Rio de Janeiro, de Pernambuco, da Bahia, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, do Paraná, além do Distrito Federal.

Edição: Talita Cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA