segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

CAI O NÚMERO DE MORTOS NAS ESTRADAS DURANTE O FERIADÃO DE NATAL 2011


NÚMERO DE VÍTIMAS É 20% MENOR QUE EM 2010 

A informação é do site da Polícia Rodoviária Federal

Neste ano o número de vítimas em 
acidentes atendidos pela Polícia Rodoviária Federal nas viagens de Natal foi menor que registrado no mesmo período em 2010. No ano passado, da sexta-feira até o domingo, 114 pessoas perderam a vida em ocorrências de trânsito nas rodovias federais. Este ano, o número de mortes foi reduzido para 91, 20% a menos. O número de feridos também foi menor: 1.455 em 2010, contra 1.251, em 2011. 

Entre os fatores que podem ser elencados como contribuintes para a redução da gravidade das ocorrências de trânsito, atendidas pela PRF, estão as ações integradas de fiscalização, o cerco constante às infrações de trânsito responsáveis pelos acidentes mais graves (como as ultrapassagens proibidas e o combate à embriaguez ao volante), e a uma provável sensibilização dos motoristas pelas campanhas de trânsito, que 
foram intensificadas nos últimos dias. 

Da sexta-feira (23) ao domingo (25), 18.128 motoristas assopraram o “bafômetro” nas rodovias federais. A PRF flagrou, autuou e retirou de circulações 659 motoristas embriagados, destes, 297 foram presos por crime de trânsito no momento da fiscalização. Outros 2.975 motoristas foram flagrados em ultrapassagens em locais proibidos. Pela infração gravíssima, cada um vai perder sete pontos na carteira de habilitação, além da 
multa de R$ 191,54. 

Um comentário:

  1. Viajei pela BR 116 de Itaperuna ao RJ e confesso que fiquei estarressido com a qunatidade de irresponsáveis ultrapassando em Locais proibidos e/ou abusando da velocidade. Creio que 07 pontos e 191,00 a menos no bolso não faz diferença para essas"Bestas" que não respeitam a vida. Creio que o CIRETRAN deveria elevar essa multa para um percentual de avaliação doveiculo pela Tabela FIPE pois a maioria trata-se de carrões de privilegiados magnatas, que utilizam seu veiculo para Humilhar os outros de menor potencia. Quem sabe 5% sobre o valor da FIPE sensibilizaria tais pessoas?

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é importante registro de sua visita e a expressão da sua opinião.

As Matérias mais lidas da SEMANA